terça-feira, 14 de setembro de 2010

Eu e meu peso: uma questão absurda e mal resolvida




Não tenho nada profundo para dizer. Não falarei de amor e dos laços que estou construindo e dos nós que estou desmanchando.

E na realidade, há tanta coisa importante para ser pensada e eu só estou preocupada com o meu peso. Não estou preocupada com meu destino academico. Não reclamo mais da falta de tempo para livros, quadrinhos e filmes. Estou obcecada pela questão peso. Pelo meu peso. Pelo peso que não quero ter.

Primeiro tentei pensar como é que não emagreço. Não como muito, pratico atividades fisícas regularmente. Frequento academia.

Depois pensei em como eu era idiota quando era mais nova em ficar comprando mil e uma camisetas curtinhas.... Desde aquelas que mostram uma pequena faixa da barriga à aquelas que só tampavam apenas o que era necessário ser escondido (os seios). Idiota porque eu nunca pensei que iria engordar. Tá, eu não era idiota. Era adolescente. E me vestia como uma.

...


No final das contas eu não sei o que é mais absurdo, o meu peso ou eu pensar que estou gorda. Estou neurôtica, e pior que isso é que não estou focando as neuras para o alvo certo...


p.s.: porque eu não falo de filme em vez de falar de peso????

4 comentários:

  1. Talvez seja realmente uma questão de foco; talvez a neura referente ao peso seja uma forma de mascarar uma neura ainda maior, inconsciente ou bloqueada.

    ResponderExcluir
  2. Mas oq está havendo com a Pequena Karininha? Hein? (...)
    Alguem ja mandou voce tomar no c* por causa dessa sua neura? Ka-ri-na! Larga a mão de ser besta! Besta neurótica, ainda por cima! Você, gorda? Larga disso! nao tem nada mais importante do q vc ficar marcando o tempo do próprio Tempo? Ou ainda, nada mais importante que realmente aparente não ter solução?

    ... boba!

    ResponderExcluir
  3. Ok! ...


    ...


    Mas eu gostei da foto!
    xD

    ResponderExcluir